Braga , trajetória e algumas memórias

Lins (rio de Janeiro do tempo do estado da Guanabara), zona norte do Rio de Janeiro, cerol para as guerras de pipa no ar , jogo de gude, pião , entrudos entre morro e asfalto ,pelada (futibol de rua descalço), son da macumba pela noite e despachos por todas esquinas de manha, samba de esquina na caixa de fosfóro e do surdo nos ensaios das escolas de samba para o carnaval , boca de fumo policia , tempo de escolarização,balão (festa caipira de São Joâo ,quadrilha e namoradinhas…festa de 27 de setembro , assim era um pouco do meu dia a dia até os 13/ 14 anos.

O morro sempre fez a distinção através da briga solta sempre diziam que briga de homen não era se agarrado daí que tapas, rasteiras(que deixavam na horizontal) e muita ginga (que na giria se chamava de ciscar)se via por vezes quando pau quebrava na rua.
Através de alguns colegas na rua comecei por ir aprendendo, até que resolvemos encontrar uma academia que ficava na Paula de Fronten na SEG entre Tijuca e Centro do RJ tinha eu 14 para 15 anos ,foi la minha primeira escola de capoeira (na qual era de minha intenção ficar só un mes ,chama-se Grupo Palmares Mestres : Roni , Zé Macaco e Cabelo Russo ,por ser atraz da zona(lugar no centro a época para prostitutas, onde irresponsavelmente deixava de pagar a capoeira para e ter com as mulheres , ao final da roda eu ia quase sempre la que tinha principalmente festas aos sábados mas !!! como era de menor não ficava muito tranquilo ,por causa dos poliçias eu ,tinha que esta sempre ligado .

Uns meses mais tarde o grupo passou a se reunir na academia Almir Ribeiro na Tijuca e na sequencia foi para o morro do Catumbi no Silvestre aos domingos 10h00 era roda, também em Sta Tereza estivemos.

Mais tarde o grupo se dispersou por definitivo , ,durante um tempo ia no mestre Dentinho em vila Isabel RJ , ,no carnaval o ponto de encontro da capoeiragem era na central do Brasil , e no clube Guanabara em Botafogo ,minha segunda escola f#i na Penha zona norte do Rj ,Grupo Corda Bamba do Mestre Touro(capoeira de angola) irmão de Dentinho ,la fiquei uns 6 meses.

Esses mestres (que eram negros) sempre destacaram que capoeira era angola,( O mestre Roni mesmo era muito habil para levar o opositor a queda por rasteira apesar de ser faixa preta em karate e judo ,nunca o vi misturar as coisas sempre foi liso no ensino e no jogo da capoeira).
A maioria dos Bahianos que emigraram para o Rj não se sustentavam com capoeira angola face aos cariocas a geralmente passavam ao modo regional.

Foi no carnaval na roda de capoeira da central do Brasil que depois de ver Moraes andando na Bananeira parecendo um caranguejo ao jogar com Dentinho ,que ao perguntar quem era , dentinho respondeu que era um aluno de Pastinha que estava no RJ e dava aula em São João de Meriti, alguns outros se referiam a ele chamando-o de o africano pelo modo de como fazia certos encaixes de corpo principalmente por ter un jogo sempre voltado para o corpo no inverso ( Bananeira ) e nun contrôle bem medido face aos opositores .

Depois foi na Roda de capoeira de mestres e contra mestres em Bon sucesso(do mestre Zé Pedro) suburbio do RJ , onde pudi por vezes ver Moraes jogar ,a diferença era de 360 ° ao que de mais comun que era a maneira regional que por vezes ficavam sem saber de como reagir ao modo que do inesperado surpreendia , poucos como os mestres Luiz Malhado,Dentinho , Touro e Celso do Engenho da Rainha… foram os que se compreenderem em jogo com ele .

Moraes no incio foi era também substimado por se assumir angoleiro , ,o que foi mudando a medida que na pancada para valer deixava claro do porque de estar fiel desta , o qual ao final de passar a perna melhor , sempre mencionava « aprendi com o velho » ( referia-se a mestre Pastinha), mas depois esclarecia a quem disto quizesse saber dele mais … que seus mestres mesmo tinham sido J.Grande e J.Pequeno.

Estando eu sem mestre uns 4 meses depois fiquei sabendo que Moares estava dando aulas em Botafogo zona sul do Rj Clube Gurilandia,a principio eu ia la e ficava assistindo até que resolvi começar (julho de 1975 , contava eu 16/17 anos ).

Por Moraes eu não precisava abandonar o que havia aprendido dos outros mestres( por cores de graduação da ferderação de capoeira RJ eu ja era corda amarela) pois mesmo berimbau eu ja sabia dos toques de angola.s.bento grande de angola,s bento pequeno ,cavalaria ,jogo de dentro,Iuna,sta Maria,panha laranja no chão ( jogo do Lenço), benguela et ,regional(Bimba)) , que aprendi com um aluno do mestre Zé Maria do RJ, chamado Arlindo que morava no Engenho de Dentro zona norte do RJ e mestre Dentinho os quais até hoje ainda atribuo certas particularidades .No tocar,não posso negar destaques também para o mestre Roni muito bem também,

Foi por reflexição minha, que achei por bem , partir do zéro ,o que não levou muito tempo , por causa das experiencias que ja tinha daí de logo perceber das compreenções por tradição da escola de mestre Pastinha.

(Gunga,médio ,viola) foi sem duvidas com mestre Moraes , eximio também no arco musical…

A escola de mestre Pastinha e a capoeira angola por através de mestre Moraes no RJ
Do Grupo Modarue continuavam Peçanha,Elcio,o irmão de Elcio ,
No Grupo de Capoeira Angola Mestre Moraes além desses alunos estavam Mano ,Agostinho ,Roberto ,Tete ,Amalia ,Luiza,as crianças Coruginha e Bisbo,quando em julho de 1975 eu Braga comecei daí logo depois chegou Neco,Lumumba, Zé Carlos,Marco Aurelio,Luiz Zé Carlos da Posse… Pedro Edinho…
No Clube Gurilandia Moraes passou Peçanha a contramestre e a mestre um cara que era da PM (Policia Militar )chamado zangão que eu vi só no dia que pegou a corda de mestre,.depois daí só soube que ja não estava mais entre os vivos .

O sistema de ensino de Moraes et o contra mestre Peçanha a época era para o confronto isto é pra porrada , devido a filosofia dos capoeiras cariocas de substimações ao que de angoleiro de contra regional .

Em 1975 por mes acho que de setembro estive em Salvador por conta própria me domiciliando na praça Castro Alves.

Passando la no mercado modelo acho que antes de um incendio ,vi os mestres Gage et Dimola jogarem ,no bonfim vi o mestre Caiçara , memória também da Moenda (onde conheci mestre vermelho e J.Grande pela primeira vez , …

Em Dezembro de 1975 fomos a Bahia,Moraes,eu,Neco,Marco Aurelio .Zé Carlos da Posse,Tete ;Amalha, la visitamos todos o mestre Pastinha quem se lembrou de Moraes pelo nome de Pedrinho, permanecendo eu por todo o mes de janeiro em Salvador na Bahia , por mais algumas algumas vezes ,foi até mestre Pastinha onde numa dessa pude passa-lo um berimbau que comprei no mercado modelo e velo tocar.

Lugares depois do Clube Gurilandia

1976 N. Iguaçu( Zé Carlos , Luiz, Zé Carlos da Posse…chua, choa e choua )

Nota : Foi depois de uma visita a uma academia no centro de caxias se não me engano. do mestre Baltazar que jurandir me convidou para a roda de Caxias aos domingos 10H00 , ,onde no decorrer passei a frequentar , conheci Russo,Peixinho,Rogério... outro ponto também de frequentação era na feira de São Cristovão

Bel for Roxo - Pedro Edinho

............................................................................................

Nota : A primeira dimenção da C.E.C.A. (ref. mestre Pastinha) para um outro estado se deu através da emigração 1970 para o Rio de Janeiro , do mestre Moraes por ocasião de ter que prestar serviço militar no corpo de fuzileiros navais do RJ.

os novos nomes a posto de mestres de capoeira angola

A contar de 1970 no Rio de Janeiro, mestre Moraes no ensino da arte dos capoeira mais fiel de pensamento que passou a se conservar sob o requinte da musicalidade do berimbau que consagrou-se principalmente na C.E.C.A em Salvador na Bahia , que esteve dirigido pelo mestre Pastinha , dos alunos que o acompanhou a partir do GRUPO DE CAPOEIRA ANGOLA - MESTRE MORAES , no clube GURILANDIA , na rua Real Grandesa em Botafogo –zona sul do Rio de Janeiro, Nova Iguaçu , Bel For Roxo… numa manhã de sábado em 16 de dezembro de 1978 no Parque Lages também zona sul no RJ , as 10.00 marcou por certa cerimonia ,a passagem a posto de mestres os nomes de Braga,Neco e José Carlos e para contra mestre Marco Aurélio.

Estiveram presentes os mestres Camiza com alguns de seus alunos e Preguissa.

Obs :antes de regressar definitivamente para A terra natal Moraes passou a posto de mestre também o contra mestre Marco Aurelio
Na verdade novos mestres e não primeiros ,respeitando o fato de que houve uma pessoa antes embora só mesmo o mestre Moraes pode melhor esclarecer.

Entre 1979/80 por estar morando próximo da cidade de Deus , algumas vezes la frequentei por interesses da capoeira,mas a época era de grandes expectativas face ao crime e a policia .

As dimenções da C. E. C. A. de maneira mais significativa a partir da criação do GCAP (RJ)

Feira de artezanato do Cosme Velho a criação do GCAP
A ideia veio do mestre Neco
O brazão fui eu Braga quem criou (o nome pelourinho referenciar a C.E.C.A ,as zebras simbolizam o N`golo ou duelo de zebras e o berimbau o instrumento mor da capoeiragem depois do séc 19)
As cores foram por exigencias do mestre Moraes para identificações das nossas ligações com a escola mestre Pastinha

Foi com uma roda de capoeira e maculele justificou-se a criação em 05-10-1980 do GCAP

Presentes : Moraes,Peçanha,Elcio, Braga , Neco ,Zé Carlos,Marco Aurélio , Lumumba,Zé Carlos da Posse ,Pedro Edinho ,Luiz,Amalha,as crianças Chua Choa e Choua
Por hora em que mestre Pastinha partiu deste mundo e os jornais disseram ser o ultimo representante da geração de angoleiros ,mestre Moraes deu uma entrevista no jornal HOJE dizendo que partia mestre Pastinha mas deixava continuadores e como prova disto convidava a reportagem para cobrir a rode de capoeira em homenagem através de seu grupo que representava uma dessas provas de continuação , o GCAP sob a sua direção no RJ

Entre 1981 e 1982 mestre Mores deu aulas na Mesbla centro ,na ACM no metro e em Niteroi
Onde aparecem os nomes de Isac(angolinha) e Armando

Depois que moraes regressou para a terra natal em 1982, O GCAP sob a direção dos mestres Neco,Braga , José Carlos e Marco Aurelio Nunca esteve parado .

MEMORIA G.C.A.P. Tragetória

O Rio de Janeiro depois que Moraes retornou pra Bahia em 1982

Dos arquivos do grupo no R.J.

Depois de 1982 Moraes retorna por definitivo para a Bahia.

O G.C.A.P ( Escola Mestre Pastinha no Rio de Janeiro),não é mais de sua responsabilidade principal , daí pra frente é com os mestres que ele deixou.
Mestres :Braga , Neco , Zé Carlos e Marco Aurélio, por ocasião os alunos Lumumba, Pedro Edinho,Armando,Isac angolinha,…….

A escola E.M.P. do R.J. nunca parou mesmo de dar demonstração de força, no que se sustenta para escrita que continua para essa história ,através do G.C.A.P. (R.J). em constantes progressos com seriedade , fidelidade e personalidade imponente,imperativa e irreverente de seus representantes cariocas.

Indice

- Copalema no Leme zona sul do RJ
- IPCN – no centro-R.J.
- Biblioteca estadual –no centro R.J.
- Escola de Dança Maria Oleneva - na Lapa – centro R.J.
- Arcos da Lapa
- Largo das Neve em Sta Tereza
- UNE-Catete
- Palácio do Catete- no catete em direção a praia do flamengo
- Anfiteatro da Parque do flamengo (praia do flamengo)

COPALEME

Ladeira Ary Barroso n°1-Leme (Zona Sul R.J.), todas as terças e quintas as 20h00 e aos sábados as 16h00 primeiro nucleo iniciado por mestre Neco, somando-se ao do Metro na presidente Vargas e também em Nova Iguaçu (nesse tempo M.Moraes ainda estav no R.J.

Obs: O G.CAP - RJ , marcou muitas presenças nas ofinas do G.C.A.P.- BAHIA depois que M.Moraes extendeu a ideia pra lá também.

IPCN

Depois de 1986 passamos a nos reunir na sede do Instituto de Pesquizas das Culturas Negras.

Praça Cruz Vermelha Estatuto e sede provisória mestres Neco,Braga , José Carlos e Marco Aurelio os alunos a época Lumumba, Pedro Edinho ,Isac ,Armando , Alexandre, Alcir ,Sivirino ,Denil,Carlos Alberto, Manoel,Urubu , as mulheres teresa ,sonia,Lucia …

O fato de lá estarmos,possibilitou-nos para início de sair documentando tudo da capoeira cognominada de angola, atravéz de uma camera Kodac que comprei comecei a fotografar da gente , ja que as provas do passado eram quase que impossiveis de se obter ,mesmo em jornais e revistas da época ,pesquisas que algumas apenas vão aparecendo e assim ,podendo-se juntar um acervo de fotos antigas com as mais novas.

Quanto mais entravamos na história , mais é que sentiamos a necessidade de uma documentação paralela , não tendo outro jeito se não por nos mesmos.

Pois a maioria dos livros escritos encontrados estavam comprometidos com a ideologia de brizar da nossa memória os fatos na boa direção da supremacia da cultura negra em luta no Brasil .

Em outras palavras ,esse brizar vinha por uma espécie de cirurgia plastica para fazer da grandeza de aguias para um tamanho de galinhas.

Nessa época tornou-se conhecido um rasta que morava no bairro de Santa Tereza centro do R.J.o Dalto, uma das primeiras pessoas com a novidade de uma camara filmadora em VHS, quem contratamos, para uma iniciativa pioneira de começar a documentar através de gravação em video imagens dos trabalhos do GCAP,sobre a Capoeira que prolongou-se ao som do berimbau e tornou-se tradição através da Escola Mestre Pastinha.

Nessa sequencia ten-se também em 27-07-87 o primeiro Estatuto GCAP Onde empenharan-se os Mestres Braga e Neco , trenel Lumumba e alunos como Alcir e Severino , que apos , em reunião , foi aprovado por demais representantes mestres,treneis e alunos.

Tomando-se por sede provisória O IPCN,no centro da cidade, realizou-se uma cerimônia de inauguração do primeiro Estátuto.

Na posse da diretória (onde eram os mestres Neco presidente,Braga secretário e Lumumba o tesoureiro), ocorreu uma oficina e uma roda de capoeira angola onde estão mais dois outros Mestres também do Grupo R.J. Zé Carlos e Marco Aurélio e inclusive as Mestres: Moraes e Cobra Mansa por ocasião em visita ao R.J. (Gravado em VHS por dois afro americanos que nos visitavam por ocasião os quais nos cederam cópia da gravação).

Memória das realizações , dessa diretoria

1 Capoeira Angola por projeto do IPCN para menores de rua no circo voador anunciado em reportagem por momento tambem da internacionalização da capoeira.

2-No Primeiro encontro nacional de Arte capoeira com Titulo Pé Quente Cabeça Fria,evento em 26/11/1984

promovido por M. Camiza e Grupo Senzala ,a convite o GCAP-RJ realiza uma demonstração de capoeira angola que contou com a coordenação dos Mestres: Neco e Braga.

3-Projeto Viva mas Deixe Viver elaborado pelos Mestres Braga e Neco a pedido da escola publica tia Ciata R.J.

4-Exposição e acervo do grupo na Biblioteca estadual do R.J. no Passeio

5-Por ocasião do dia nacional da consciencia negra 20/11/88, realizou-se uma roda de capoeira angola pelo grupo pelourinho R.J. na pré estreia do filme Fronteiras de Sangue de Mario Borinet,documentário das lutas e dos povos negros que se tornaram independentes no continente Africano.

6-Sob coordenação dos Mestres Braga, Neco e contramestre Lumumba, deu-se no Museu do Folclore no Rio de Janeiro, o lançamento do Lp Berimbau e Capoeira dos Mestres:

Vavá e grupo / Macaco e grupo regional , Berimbau de ouro gravado em 1984 e 1988,por Tiago de Oliveira Pinto.

7-Rodas de Mestre Braga e as mulheres alunas , frente a carioca no centro do RIO (motivo é que , como éra sempre as 10h00 da manhã dos sábados , homens não vinham daí invocado fiz meu exército com elas que sobressaíam de maneira exepcional).

8-Em 1989/90 nessa virada o IPCN entra em reformas

Sem sede passamos a nos reunir por um ano nos Arcos da Lapa, todos os sábados as 15h00.

9-1989-Atravéz do aluno Alcir e Coordenado pelos Mestres: Neco e Braga,no morro do fuba,promove-se Capoeira Angola para crianças(as) dessa comunidade.

10-Em 1990 em consequência de um intercambio da Escola de Dança Maria Oleneva na lapa centro, com o GCAP-RJ também lá ,é realizado sob o tema bahia um especial de capoeira angola e o corpo de balé,adaptação sob coordenação dos Mestres Braga , Neco e alunos , realizado no Teatro Municipal do R.J.

11-Coordenadas por mim MestreBraga realizaram-se rodas de capoeira angola onde juntan-se GCAP RJ E GCAP BH(grupo do Mestre Rogério e grupo do Mestre Jurandir),para rodas na vila histórica de Ouro Preto.

Em 1990 no enderêço a rua do catete 243 UNE.o GCAP-RJ ten nova sede provisória.

15-Em 1991 somos convidados a participar da posse do Sr Abdias do Nascimento no Cargo de Secretário Extraordinário de Defesa e Promoção das Populações Negras no Salão nobre do Palácio da Guanabara pelo Governador Leonel Brizola em 10 /04/91

13-GCAP-R.J. na Martinica. a convite de pesquizadores da UERJ sob coordenação do Mestre Neco.

14-Eco 92 Forum Global,GCAP-BA E GCAP-RJ

15-1993 GCAP-RJ na Semana Agostinho Neto

16- Implantação da roda de capoeira Angola aos sábados de 10H00 as 12H00 . na programação cultural do palácio do catete no R.J. gratuito ao púplico visitante.

1993/4 cariocas fecham o tempo

Alguns alunos do G.C.A.P - BAHIA vem ao R.J. dizer que GCAP é BAHIA e mestre é só Moraes e fora não viam a quem respeitar nesse grupo.
No que se confirma,os cariocas fecham o tempo , se desligam do mestre

Na sequencia, uma escalada de debanda geral , incluindo todos estados começam em reaçâo a mandinga na contra mão.

1993/4 pode ser tomado por anos base do início do bay bay dos cariocas ao Grupo Pelourinho numa escalada por outros estados também.

Atualmente o GCAP esta compreendido somente a Mestre Moraes se não me engano

............................................................................................

1995 filme elaborado pelos represemtantes da Escola Mestre Pastinha do R.J. que tem como título Mestre Pastinha uma Vida pela Capoeira (baseado num primeiro também feito por nos do R.J.)

nota: pelo produtor Antonio Murici O Mestre Moraes foi convidado mas no dia das gravações cancelou a participação.

MEMÓRIA - Por certos codigos de honra se fizeram certas organizações da capoeiragem como a das maltas cariocas , fortes , organizadas e certa moral.

Mandinga na contramão dá é em Papo de 15 , querendo da uma de peça fina .

(Mas!!! não estamos de bobera)

A capoeira angola, a capoeira do mundo da poesia no tempo por luz própria , esta na volta que o mundo deu e na volta que o munda dá.

Obs: Outro acontecimentos onde estão envolvidos também membros do R.J.

1994/5 marca para o inicio dos Work Shop a através de toda representação angoleira por curiosidades dos representantes da luta regional do ambito nacional e internacional .

Muitos por mais identificação mudam inteiramente para a linha angoleira que assim vao a popularisando mas dessa memoria

E assim o Rio foi deixando de ser G.C.A.P.

Conforme relacionado abaixo :

BRAGA

Mestre ,autor também da identificação Grupo/Escola de Capoeira Angola África Bantu(G/ECAAB 1994).

Presenças - Rio de Janeiro , Arhus,Copenhague e Genève

Work Shop-EUA,França,Alemanha,Inglaterra,Noruega,Espanha
(mestre China),Italia

Em 08-05-1995

Certificado da criação do Grupo/Escola de Capoeira Angola África Banto, marca própria por M. Braga(direitos autorais / Fundação Biblioteca Nacional).

Rodas todos os sábados a partir de 15h00 no parque do flamengo no Anfiteatro,promoção prefeitura RIO cidade maravilhosa.

Primeiro salão nacional zumbi dos Palmares periodo 20 de Novembro de 1995 a 03 de Desembro de 1995

Rio em compasso de Angola Circo Voador,Zona Norte e Zona Oeste

Brasil , EUA,Canadá(universidade de Concordia), Europa...

03-04-1996-Atravéz do Mestre Braga a escola Mestre Pastinha por representante do R.J. no exterior é implantada na Suiça (Genéve)e Dinamarca(copenhague e Aarhus) referênciando-se por Grupo/Escola de Capoeira Angola África Banto. disciplina e sociabilizadora através da capoeira angola.

www.capoeiraangola.dk

www.adem.ch

www.capoeira-africabantu.org

E-mail : nevesbraga1@bluewin.ch

A contar de mestres e Contra Mestres:
Até 1994 éramos ainda os Mestres: Braga,Neco,Zé Carlos e M.Aurélio. Contra mestres : Lumumba e Mano
C. Mestres : Francisco e Geraldo mecanico através do Mestre Braga.

Do que eram 4 mestres, de junho de 1996 para o ano de 1997 passam a seis, quando outro contra mestre de Braga o Edson é dado por Mestre, vindo nessa sequencia o Mano .

Representam o G/ECAAB

Os brasileiros Mestres:Braga (na Suisse , Dinamarca e Espanha)e Edson(no Rio de Janeiro)

Contra Mestre : Andreas de dk , o Angolano Elizeu, o Frances Alexandre e Costa do Marfim Daniel.

Treineis: Leandro (Rio de Janeiro). Cristoffer , Jens e Danilo ( Dk ) , O Angolano Elizeu,O Frances Alexandre e o Daniel da Costa do Marfim .

Atualmente do Rio de Janeiro estamos 12 mestres e 5 contra mestres

Mestres : Zé Carlos (N´golo),Neco( Só Angola),Lumumba( O Gunga Ae!!! ) , Angolinha(Grupo Angolinha),Manoel(Ypiranga de pastinha),Mano(Flor da Gente), Baba(Grupo Angolinha) , Carlão(KABULA),Brinco e Pedro Edinho .

Contra Mestres : RenatoTrivela,Urubu,Geraldo, Francisco e a Cristina.

Indiçacoes

Livros e autores

Para maiores aprofundamentos sobre a presença das culturas africanas e contribuiçoes no mundo o livro Bantos e Males e Identidade Negra do autor Ney Lopes.
Sobre a historia das Maltas de capoeira e verdadeira identidade da malandragem carioca O livro Negregada Instituição do Autor Carlos Eugenio Libano Soares .
Textos de Ubiratam Machado e Melo Moraes Filho.
Frede Abreu o barracão de Mestre Valdemar.

nota- Rio de janeiro 1970 até 1982(16- 12 - 1978)
Mestre Moraes e alunos contra mestre e mestres
Na minha opinião os melhores alunos de Moraes no RJ foram dois cariocas pretos o contra mestre Peçanha e um aluno chamado Elcio quem os conheceu sabe que reparte mesma opinião.
O fato de não chegar a dar o posto de mestre a Peçanha é coisa que só o mestre Moraes pode explicar.
Na minha maneira de ver o posto de mestre também ja era do dominio de Peçanha mas !!!.
Todos mestres que tive foram unanemes ao disserem que não é por números de pernas que se mostra compreender de capoeira ,o que serve para os que pensam para saltos contorcionismos,malabarismos ….
Mesmo « o balão » sem saber do porque de fazer é perdido.

1982 GCAP Extenção para a Salvador - Bahia

Por volta de 1981/2 soube que Cobrinha estava em Salvador – Bahia,com mesmo 171 de peixe elétrico , ,banha pra curar reumatismo… conforme fazia antes também na Cinelandia no Centro do Rj junto ao mestre de capoeira animador de rua , chamado tigre que , fazia show pra tomar dinheiro do publico no que dizia que ia saltar no meio de um circulo de facas…
Cobrinha por conhecer Moraes ja daqui do RJ, passou, a frequenta-lo lá…
No decorrer sob certo arranjamento , Moraes se não me engano, tomou Cobrinha por Contra mestre

Em 1983
O GCAP Bahia realiza a primeira oficina organizado por Mores e o Cobrinha e alunos onde o GCAP-RJ se faz presente (assim como em mais algumas outras depois)
La Eu ,Neco,Zé Carolos,Marco Aurelio,Pedro Edinho ,Lumumba passamos a conhecer da ideia do GCAP extendida para a para Salvador-Bahia.
La encontramos Cobrinha, Janja,Paulinha ,Pauloca,Natinho,Zéquinha…
Memória também de mestre Jõao Pequeno, mestre Curio… rodas no Cabula, Fazenda Grande…
No Rio de Janeiro Moraes não tinha muitas simpatias pelo Cobra Mansa(Cinesio ).
La na Bahia apesar do posto , cobrinha no intimo me fazia perceber de certa inconformação , humildemente me falou que moralmente lhe faltavam coisas para que se sentisse mais seguro com a responsabilidade , o stataus de um aluno depois de passagem por informações da capoeira angola era irregular daí de se sentir meio que deficiente , marginalizado...
O sistema de ensino do Moraes no RJ não se fazia do aluno aprender copiando o mestre mas !!! sim ,por através de uma pedagogia de movimentação e compreenções que encontravam para as mesmas dele e por natural próprio de cada um.
mesmos os demais do GCAP RJ não viam cobrinha com muitas simpatias , não só ele mais todos que nos imitando somente buscavam se mostrarem no « mesmo plano de importancia » .

Vende que ele no intimo se mostrava reconher da falha, justificando das razões que de certa maneira , o fizeram por agir assim ,propus a ele , de chegar mais cedo no Forte Sto Antonio e também na Ribeira por ocasiões de me encontrar domiciliado la , para assim ir ensinando -lhe aos poucos das bases e compreenções necessárias ,para dessas evoluir , se reecontrar com o estilo e daí por si próprio decidi das filtragens , abandonos e conservações a fazer.

No decorrer com os mestres Moraes ,J’Grande e J.Pequeno la no Forte Sto Antonio , naturalmente foi continuando de aprender por boas indicações , daí se não me engano em 1985/6 - numa oficina no mesmo local , onde estava eu presente , Mêstre Moraes elevou ao posto de mestre o Cobra Mansa .

Quanto ao Rogério de caxias o posto de mestre foi lhe concedido numa outra oficina depois mas que eu la não estiva.
Na sequencia vai a Contra Mestres : Valmir ,Boca do Rio , Paulinha ,Pauloca ,Janja

Atualmente (de 1978 a 2011) mestres RJ : Braga,Neco,Jose Carlos,Marco Aurelio(05-10-1980) , posteriores Edson(através de min Braga), posteriores lumunba,Brinco,Pedro ,Isac,Armando,Manoel,Baba

Contra mestre :Urubu
Atualmente (de 1982 a 2011) mestres BA : Cobra Mansa, em seguida Rogério, Jurandir , Valmir,Boca do Rio,Janja ,Paulinha , Pauloca,Pepeu(se nâo me engano).

Atualmente em Minas Gerais : aguardando info

Atenção - se por minha memória há falta/s , escrevam indicando em qual ponto e colaborem.